PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Dólar sobe 38,27% em casas de câmbio autorizadas na Venezuela

13/08/2018 21h04

Caracas, 13 ago (EFE).- As casas de câmbio que funcionam na Venezuela sob autorização do governo aumentaram a cotação da moeda do país, o bolívar, em 38,27% em relação à última sexta-feira.

Pela cotação desta segunda-feira, US$ 1 era negociado a 4.010.000 bolívares. No último dia útil da semana passada, o dólar valia 2.900.000 bolívares.

A Italcambio e o Grupo Zoom, duas das casas autorizadas pelo governo para negociar moedas, informaram pelo Twitter sobre a nova cotação, que é 16 vezes mais cara que o preço estabelecido pelo Banco Central (BCV) na taxa oficial de câmbio (Dicom), que hoje é de 248.832 bolívares.

Desde meados de junho, operadores privados começaram a comprar moedas conversíveis a preços autorizados pelo BCV dentro do controle cambial estatal, mas até agora não vendem nenhum tipo de divisa e se mantêm como receptores de clientes dentro e fora da Venezuela.

Na primeira semana de operações, as casas de câmbio pagavam 2.200.000 bolívares por cada dólar, o que mostra que o preço subiu 82% em quase dois meses. No entanto, naquele momento, a Dicom era de 80.000 bolívares por dólar.

O governo de Nicolás Maduro flexibilizou neste mês o controle cambial ao permitir as operações de compra e venda de divisas a particulares.

Além disso, na próxima segunda-feira iniciará uma reforma monetária com a qual cortará cinco zeros da moeda local como medida contra a hiperinflação, que segundo estimativas do Fundo Monetário Internacional (FMI) fechará 2018 em 1.000.000%.