ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

China e EUA acordam de não impor novas tarifas a partir de 1º de janeiro

Pablo Martinez Monsivais/AP
Os presidentes da China, Xi Jinping, e dos EUA, Donald Trump, durante encontro bilateral no G20 em Buenos Aires neste sábado Imagem: Pablo Martinez Monsivais/AP

Em Pequim

02/12/2018 01h24

China e Estados Unidos fecharam um acordo para não imporem novas tarifas um ao outro a partir do dia 1º de janeiro de 2019 e se comprometeram a continuar com as negociações para buscar uma saída para a guerra comercial entre as duas potências, informou neste domingo (2) a emissora estatal chinesa CCTV.

O acordo aconteceu após a reunião de duas horas e meia entre o presidente da China, Xi Jinping, e dos EUA, Donald Trump, em Buenos Aires, ao final de sua participação na Cúpula do G20.

O ministro das Relações Exteriores chinês, Wang Yi, que esteve presente no encontro, um jantar de trabalho marcado por um ambiente "amistoso", destacou que se trata de um acordo "importante", do qual só revelou que ambas as partes pactuaram não aplicar tarifas adicionais a partir do dia 1º de janeiro.

Leia também:

Este acordo, disse Wang, citado pela agência estatal Xinhua, marca a direção das relações sino-americanas para o futuro, que serão baseadas na cooperação "e na estabilidade".

Por sua vez, a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, explicou após a reunião que Trump concordou em suspender durante 90 dias o seu plano de subir de 15% para 25% as tarifas americanas a produtos chineses no valor de US$ 200 bilhões.

Em troca, acrescentou, Xi se comprometeu a aumentar "substancialmente" as suas compras de "produtos agrícolas, energéticos, industriais e de outro tipo".

Nos próximos 90 dias as duas potências tentarão completar as negociações em matéria comercial e se quando acabar esse período não houver acordo, "as tarifas de 10% subirão para 25%", acrescentou Sanders.

Mais Economia