PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

Japão se retira da comissão que protege as baleias

26/12/2018 03h50

Tóquio, 26 dez (EFE).- O Japão anunciou nesta quarta-feira que decidiu se retirar da Comissão Baleeira Internacional (CBI) e comunicou que retomará a caça de baleias com fins comerciais a partir de julho próximo.

A decisão foi informada pelo ministro porta-voz do Governo, Yoshihide Suga, que disse que os baleeiros japoneses retomarão as suas atividades nas suas águas territoriais e na sua zona econômica exclusiva.

A CBI foi criada há sete décadas para garantir a preservação desses cetáceos e evitar sua caça indiscriminada nos oceanos.

O Japão era membro da CBI desde 21 de abril de 1951 e até agora tinha respeitado a moratória na caça comercial da baleia estipulada em 1982, embora organizações de defesa dos animais assegurem que existia uma caça comercial escondida.

Suga disse que, a partir da sua retirada, o país atuará como observador dentro da organização e garantiu que o Governo de Tóquio continua comprometido com o uso dos recursos marítimos de acordo com dados científicos.

O comunicado oficial difundido por Suga indica que a decisão foi adotada ao ser avaliado que "uma modificação da moratória não foi considerada apropriadamente". EFE