PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

EUA sancionam petrolífera venezuelana PDVSA

28/01/2019 19h50

Washington, 28 jan (EFE).- Os Estados Unidos sancionarão a companhia estatal Petróleos de Venezuela (PDVSA) dentro do processo de pressão contra o governo de Nicolás Maduro, a quem não reconhece como líder legítimo, disse Steven Mnuchin, secretário do Tesouro americano, em entrevista coletiva na Casa Branca.

"A designação da PDVSA ajudará a evitar futuros desvios de ativos da Venezuela por Maduro e manter esses ativos para o povo venezuelano. O caminho de suspensão destas sanções à PDVSA é através da rápida transferência do controle para o presidente interino ou um governo posterior, eleito democraticamente", disse Mnuchin.

Na última quarta-feira, o chefe do Parlamento venezuelano, Juan Guaidó, se autoproclamou presidente em exercício do país, recebendo em seguida apoio dos Estados Unidos, do Brasil e de vários países latino-americanos. Alguns governos, como os de Alemanha, Reino Unido e França, exigiram que Maduro convoque eleições em curto prazo, enquanto outros, como os de China e Rússia, mantiveram respaldo ao atual mandatário.

O secretário do Tesouro dos EUA ressaltou que, "com efeito imediato, em qualquer compra de petróleo venezuelano, o dinheiro terá que ir para contas bloqueadas".

Desta forma, os Estados Unidos mantêm as compras de petróleo venezuelano, do qual é um dos principais consumidores, mas os recursos resultantes serão controlados por Guaidó. EFE