PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Barril do Texas fecha em alta de 1,5%

20/02/2019 18h31

Nova York, 20 fev (EFE).- O barril de Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou nesta quarta-feira em alta de 1,5%, cotado a US$ 56,92, o valor mais alto de 2019.

Ao final das operações na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do WTI para entrega em março subiram US$ 0,83 em relação ao valor de fechamento de ontem.

A cotação continua em alta graças aos cortes de produção dos principais produtores, assim como às sanções dos Estados Unidos ao Irã e à Venezuela, ambos membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

Os investidores também aguardam o desenrolar das negociações entre EUA e China, cujas conversas evoluem bem, segundo o presidente americano, Donald Trump, que sugeriu estar disposto a estender o prazo para terminá-las depois de 1º de março, quando as sobretaxas sobre US$ 16 bilhões em importações chinesas aumentariam de 10% para 25%.

O mercado petroleiro está respaldado pelos cortes da Opep e alguns países alheios a esta organização que estão decididos a ver preços mais altos e maiores interrupções no fornecimento, segundo vários analistas.

A Opep e outros produtores, entre eles a Rússia, concordaram em reduzir a provisão de petróleo em 1,2 milhão de barris por dia a partir de 1º de janeiro deste ano.

A Nigéria também está disposta a reduzir a produção de petróleo para ajudar a garantir preços mais altos.

Por sua vez, os contratos de gasolina com vencimento em março subiram US$ 0,03, até US$ 1,59 o galão, enquanto os de gás natural que expiram no mesmo mês caíram US$ 0,02, se situando em US$ 2,63 por cada mil pés cúbicos. EFE