PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Libéria anuncia que 35 mineradores soterrados há 2 semanas estão mortos

27/02/2019 13h21

Monróvia, 27 fev (EFE).- O porta-voz da Agência de Gestão de Desastres da Libéria, Archievego Doe, informou nesta quarta-feira que o governo dá como mortos os 35 mineradores soterrados em uma mina que desmoronou há mais de duas semanas, em uma área montanhosa e afastada do norte do país.

"Agora, podemos dizer que as 35 pessoas que estão no fosso da mina estão mortas", disse Doe, explicando que os trabalhos a partir de hoje serão para entregar os corpos aos familiares.

No último dia 10, quase 60 mineradores ficaram soterrados em um grande deslizamento de terra, em uma mina de ouro localizada em uma região de difícil acesso. Nas operações de resgate, cinco corpos foram encontrados.

Logo depois do desastre, equipes de socorro e das Forças Armadas foram para o local, mas a falta de equipamentos de escavação não permitiu que o avanço do trabalho.

"Depois que o desmoronamento aconteceu, eles ficaram sem água, comida ou mantimentos. Isso convenceu às autoridades a considerar que eles morreram", afirmou Doe.

A Agência de Gestão de Desastres disse que comunicará a decisão oficial aos familiares e informará que desde a sua criação, há um ano, não recebeu "o apoio necessário para agir rapidamente em resgates grandes e complicados como esse".

Cerca de 100 mil mineradores trabalham de forma irregular nessa região, de acordo com dados da imprensa local. Antes da mina ilegal vir abaixo, 20 mineradores conseguiram escapar quando perceberam que a terra tinha começado a ceder. EFE