PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

FMI aponta que recuperação da Venezuela necessitaria de "esforço titânico"

23.fev.2019 - Pessoas comemoram chegada de caminhão com ajuda humanitária na fronteira com a Venezuela - Nelson Almeida/AFP
23.fev.2019 - Pessoas comemoram chegada de caminhão com ajuda humanitária na fronteira com a Venezuela Imagem: Nelson Almeida/AFP

Em Nova York

01/03/2019 00h45

O diretor do Departamento do Hemisfério Ocidental do Fundo Monetário Internacional (FMI), Alejandro Werner, disse ontem que, após analisar o estado da Venezuela, concluiu que a reconstrução do país necessitaria de um "esforço titânico".

"Estivemos trabalhando nos últimos cinco anos com economistas venezuelanos para tentar entender o que acontece e que medidas devem ser implementadas", explicou Werner, em um debate realizado na American Society, em Nova York.

"Vai precisar de um esforço titânico", disse, em referência a um eventual retorno à normalidade do país sul-americano, cuja economia entrou em colapso nos últimos anos durante o governo de Nicolás Maduro.

Werner destacou que a contração da Venezuela é a maior que se viu nos dados tratados pelo FMI de um país que não foi afetado por um conflito armado ou por um grande desastre natural.

"Eles sofrem com a hiperinflação, uma crise humanitária e uma crise de imigração", disse o representante do FMI, afirmando em seguida que, além de trabalhar sobre esses problemas importantes, a Venezuela deverá reconstruir uma economia produtiva e voltar a impor um estado de direito no setor privado.

Ele insistiu que seu conhecimento do estado econômico da Venezuela vem das informações que recebe de especialistas do país, já que não houve um diálogo com Caracas sobre as políticas do governo.

"Estamos analisando a situação no caso de nos pedirem ajuda na reconstrução da economia", afirmou.

PUBLICIDADE