PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Novo orçamento de Trump propõe corte de 5% nos gastos federais dos EUA

11/03/2019 11h42

Washington, 11 mar (EFE).- O novo projeto orçamentário do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, inclui uma verba de US$ 8,6 bilhões para construir o muro com o México e um corte de gastos de 5%, dentro de um crescimento econômico estimado de 3,2% este ano, anteciparam nesta segunda-feira veículos de imprensa locais.

O projeto para o ano fiscal 2020, que começa em 1º de outubro e será revelado nesta segunda-feira, prevê um equilíbrio do orçamento federal nos próximos 15 anos.

"Este orçamento mostra que podemos voltar à saúde fiscal sem colocar um freio em nossa recuperação econômica, enquanto continuamos a investir em prioridades críticas", indicou Russell Vought, diretor interino do Escritório de Orçamento e Gestão da Casa Branca, em declarações ao jornal "The Wall Street Journal".

Além dos polêmicos US$ 8,6 bilhões adicionais para a construção do muro na fronteira sul, a proposta de Trump contempla um corte de US$ 2,7 trilhões, de 5%, nos gastos federais não relacionados com defesa, ao longo dos próximos dez anos.

De fato, o setor de defesa é o único no qual há previsão de aumento de recursos, até US$ 750 bilhões, um valor 4,7% maior que em 2019.

O projeto é mais uma declaração de prioridades do que um verdadeiro plano orçamentário, já que praticamente não conta com chances de ser aprovado diante de um Congresso dividido, no qual os republicanos controlam o Senado e os democratas a Câmara de Representantes.

O orçamento se baseia em projeções econômicas otimistas, com um crescimento estimado de 3,2% este ano, de 3,1% em 2020 e de 3% em 2021.

O primeiro cálculo oficial de atividade econômica em 2018 situou a taxa de expansão em 2,9%.

Essas estimativas contrastam com as do Federal Reserve (Fed), o banco central dos EUA, que preveem um progressivo arrefecimento econômico do crescimento para este ano, até 2,3% e de 2% para 2020. EFE