PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Presidente do Fed diz que novo aumento nos juros não deve ocorrer tão cedo

20/03/2019 17h02

Washington, 20 mar (EFE).- O presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, afirmou que não deve ocorrer tão cedo um novo aumento nos juros nos Estados Unidos, que foram mantidos nesta quarta-feira no patamar de 2,25% a 2,5%.

"Pode ser que leve um tempo antes que precisemos ajustar a política monetária", disse Powell em entrevista coletiva após o comunicado ao término da reunião de dois dias do Comitê Federal de Mercado Aberto do Fed (Fomc).

"É um grande momento para sermos pacientes", acrescentou.

Em 2018, o Fed realizou quatro aumentos dos juros. Se os EUA chegarem a 2019 sem alteração no preço do dinheiro, esta seria a primeira vez desde 2014.

Além manter os juros na categoria atual, o Fed rebaixou as perspectivas econômicas para este ano dos 2,3% calculados em dezembro para 2,1%, e diminuiu a perspectiva de inflação de 1,9% para 1,8%, dentro da meta de 2% anual.

Apesar deste arrefecimento nas projeções, o presidente do Fed ressaltou que a economia americana continua forte e que a taxa de expansão para este ano é considerada "sólida".

Como causas do enfraquecimento, Powell citou "dados mistos" nos EUA, a acentuada redução no crescimento econômico de Europa e China, assim como as "dúvidas" geradas pelas guerras comerciais e a incerteza em torno do processo de saída do Reino Unido da União Europeia.

As piores previsões econômicas do Fed contrastam com as do governo do presidente Donald Trump, que em sua recente proposta orçamentária situou a taxa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) acima dos 3% em 2019 e 2020. EFE