PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Consórcio estatal chinês CASC encomenda 300 aviões da Airbus

25/03/2019 15h23

Paris, 25 mar (EFE).- O consórcio aeronáutico estatal chinês CASC encomendou esta segunda-feira 300 aviões da fabricante aeronáutica europeia Airbus por ocasião da visita de Estado do presidente da China, Xi Jinping, à França.

Trata-se de 290 aparelhos do modelo A320, de média capacidade e autonomia, e 10 do A350, de longa distância, detalhou em comunicado o consórcio aeronáutico europeu, no qual também participam Alemanha e Espanha.

Embora o montante da operação não tenha sido revelado, se for levado em conta o preço de catálogo, o pedido supera US$ 32 bilhões.

Esse foi um dos principais contratos assinados durante a visita de Xi à França, onde teve um encontro com o presidente Emmanuel Macron, que destacou a "importância" da relação bilateral entre ambos países.

O contrato foi assinado em Paris pelo presidente da divisão de aviões comerciais da Airbus, Guillaume Faury, próximo executivo-chefe do grupo, e por seu homólogo do CASC, Jea Baojun, na presença de Xi e de Macron.

Macron indicou que o acordo representa "um avanço importante e uma excelente demonstração da força dos intercâmbios" com a China.

O presidente francês, que já recebeu o governante chinês ontem, domingo, em Nice, terá amanhã um novo encontro com Xi na capital francesa, dessa vez junto ao presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e à chanceler alemã, Angela Merkel.

Durante a visita de Xi foram fechados outros acordos nos campos da eletricidade, da construção e da exploração espacial.

A Airbus tem muitas expectativas postas na China, onde calcula que nos próximos 20 anos serão necessários 7.400 novos aviões, o que representa 19% do total da demanda mundial, que calcula em 37.400 aparelhos nesse período.

Atualmente, as companhias aéreas chinesas operam 1.730 aviões da Airbus. EFE