PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

San Francisco cobrará taxa de turistas que visitem rua mais sinuosa do mundo

17/04/2019 20h09

San Francisco, 17 abr (EFE).- A cidade de San Francisco, nos Estados Unidos, decidiu cobrar US$ 10 dos turistas que visitarem a Lombard Street, conhecida como a rua mais sinuosa do mundo pelas suas oito curvas em um espaço de apenas 125 metros.

A Junta de Supervisores de San Francisco aprovou, por 11 votos a favor e nenhum contra, a criação de um "pedágio" na atração turística. O governo local calcula que 2 milhões de pessoas visitam a Lombard Street todos os anos. Nos fins de semana de verão, a rua recebe uma média de 17 mil turistas.

A medida visa diminuir o trânsito e o impacto do turismo para os moradores da região. Várias pessoas vivem na Lombard Street e têm dificuldades para acessar suas casas e garagens na alta temporada. Muitos também se queixam do barulho e da falta de educação dos turistas, que urinam na rua e sobem nos telhados dos imóveis.

"É preciso implementar um sistema que permita que os moradores e os visitantes curtam a rua mais sinuosa do mundo", disse o congressista democrata Phil Ting, que propôs a lei aprovada na Assembleia Estadual da Califórnia para criar a taxa.

A tarifa começará a ser cobrada apenas em 2020. Serão cobrados apenas os veículos que quiserem passar pelo trecho mais sinuoso da Lombard Street. Eles também precisarão reservar o "passeio".

Devido às baixas velocidades exigidas para fazer as curvas da Lombard Street, os moradores de San Francisco evitam a região e optam por rotas alternativas. Mesmo assim, o grande fluxo de turistas atrapalha a vida daqueles que têm casas na rua.

A medida segue o modelo já implementado na ponte Golden Gate, um dos principais pontos turísticos da cidade, que cobra US$ 8 dos veículos que querem cruzá-la para entrar em San Francisco. EFE

PUBLICIDADE