PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Campeões de pôquer são derrotados por nova versão de inteligência artificial

10/07/2019 19h20

Los Angeles (EUA), 10 jul (EFE).- Campeões mundiais da modalidade mais conhecida do pôquer, o "Texas hold'em", foram derrotados por um novo programa de inteligência artificial, de acordo com um relatório divulgado nesta quarta-feira nos Estados Unidos.

Batizado como Pluribus, o programa derrotou vários campeões de pôquer em torneios de seis jogadores sem limites de apostas, o mesmo sistema de jogo utilizado na World Series of Poker (WSOP).

Como teste, o programa enfrentou outras cinco cópias de si mesmo, o que permitiu que os desenvolvedores Noam Brown e Tuomas Sandholm aprimorassem o sistema para derrotar os campeões humanos.

Segundo o relatório divulgado pela Associação Americana para o Avanço da Ciência (AAAS), os criadores do "campeão virtual" destacaram que enfrentar vários jogadores humanos simultaneamente possibilitou que a inteligência artificial desenvolvesse uma maior capacidade de abstração para cobrir as diferentes possibilidades de jogo em uma mesas com seis competidores.

Para testar outros resultados, o Pluribus enfrentou cinco jogadores humanos e um profissional jogou contra cinco cópias do programa. No total, foram mais de 10 mil mãos de cartas nas quais a inteligência artificial desempenhou um papel "significativamente melhor" que os adversários.

Com a vitória, o sistema confirmou a superioridade que já tinha exibido em 2017 com o Libratus, a versão anterior do Pluribus, ao derrotar em confrontos individuais 10 profissionais de pôquer.

Brown e Sandholm apresentaram os resultados durante a 50ª edição da WSOP, que está sendo realizada em Las Vegas. Não foi uma a melhor notícia para jogadores que disputam atualmente a Série Mundial.

Além do pôquer, outros programas baseados em inteligência artificial já superaram humanos no xadrez e no go, jogo de tabuleiro de origem asiática e considerado o mais difícil do mundo. EFE