IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

Dow Jones fecha em baixa de 0,25%

19/07/2019 19h26

Nova York, 19 jul (EFE).- O índice Dow Jones Industrial fechou nesta sexta-feira em baixa de 0,25%, após um pregão irregular no qual tiveram influência os resultados corporativos, as tensões em torno do Irã e novas informações sobre o Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos).

O principal indicador da Bolsa de Nova York caiu 68,77 pontos e fechou aos 27.154,20. Já o seletivo S&P 500 baixou 0,62%, para 2.976,61, enquanto o indicador composto da Nasdaq terminou o pregão com perdas de 0,74%, aos 8.146,49 pontos.

O pregão nova-iorquino operou em baixa durante a maior parte do dia, mas os resultados negativos só se confirmaram nas duas últimas horas, depois que o Irã anunciou que tinha capturado um petroleiro britânico.

A Guarda Revolucionária iraniana informou que deteve a embarcação porque a mesma violou a lei marítima internacional quando navegava pelo Estreito de Ormuz, que é cenário de uma escalada de tensão entre Teerã e Washington.

Ontem, os EUA garantiram que sua marinha tinha derrubado um drone iraniano por realizar uma manobra "hostil" ao sobrevoar o Estreito e se posicionar "muito próximo" de uma embarcação americana, ignorando diversos avisos, segundo o presidente Donald Trump.

As autoridades iranianas negaram hoje a perda de algum drone, mas Trump reiterou sua posição e advertiu que se Teerã fizer algo "imprudente", pagará um preço muito alto.

Além disso, os investidores foram influenciados por relatos na imprensa que indicam que a redução da taxa de juros esperada para o fim do mês, após a reunião de política monetária do Fed, será de um quarto de ponto, ao invés de meio ponto.

Quanto aos últimos resultados corporativos, estes também ajudaram a derrubar o Dow Jones Industrial, índice no qual a American Express foi a companhia mais prejudicada com uma queda de 2,79% no valor das ações.

A companhia de cartões de crédito teve um aumento de 9% em seus lucros no segundo trimestre, em estimativa anual, mas o resultado não convenceu os investidores.

Também fecharam em baixa os títulos de Travelers (-1,62%), Merck (-1,57%), UnitedHealth (-1,52%) e Apple (-1,49%).

Por outro lado, a Boeing surpreendeu ao liderar os número positivos (4,50%), um dia depois de anunciar o custo do veto aos aviões 737 MAX, de US$ 4,9 bilhões, algo sobre o qual oferecerá mais explicações e números na próxima quarta-feira.

Outras companhias com números positivos foram Caterpillar (1,77%), United Technologies (0,83%) e Microsoft (0,15%).

No horário de fechamento da bolsa, a onça do ouro caía para US$ 1.426,60, e a rentabilidade dos títulos do Tesouro com vencimento em dez anos subia para 2,053%. EFE

Mais Economia