PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Dow Jones sobe 0,24% e fecha em alta pelo 8º pregão consecutivo

13/09/2019 19h57

Nova York, 13 set (EFE).- O índice Dow Jones Industrial fechou nesta sexta-feira pelo oitavo pregão seguido em alta, desta vez de 0,24%, com os investidores voltando a mostrar satisfação com sinais de entendimento entre Estados Unidos e China, que vivem uma guerra comercial.

O principal indicador da Bolsa de Nova York somou 65,19 pontos e chegou a 27.247,64. O seletivo S&P 500 caiu 0,07%, para 3.007,39, e o índice composto da Nasdaq recuou 0,22% e fechou aos 8.176,71.

Entre as empresas cotadas no Dow Jones, as maiores altas foram dos títulos de Dow (2,62%), UnitedHealth (2%), JPMorgan Chase (1,97%), Caterpillar (1,54%) e Boeing (1,1%). As piores quedas foram das ações de Apple (-1,94%), Travelers (-1,34%), McDonalds (-1,1%), Pfizer (0,99%) e Intel (- 0,89%).

Informações veiculadas hoje sobre a possibilidade de que a China isente de tarifas adicionais vários produtos agrícolas americanos, incluindo soja e carne suína, animou os investidores.

Ontem, os Estados Unidos deram boas-vindas à decisão da China de renovar a compra de produtos agrícolas americanos.

Esses bons indícios de trégua se somam ao anúncio feito na última quarta-feira pelo presidente dos EUA, Donald Trump, de que adiará de 1º para 15 de outubro o aumento de 25% para 30% na tarifa sobre US$ 250 bilhões de produtos chineses como gesto de boa vontade pelo 70º aniversário de fundação da República Popular a China.

No último dia 1º aconteceu o último episódio da guerra comercial entre as duas potências com a entrada em vigor do aumento de 10% para 15% nas tarifas a US$ 112 bilhões em produtos chineses por parte do governo americano.

Está previsto que em 15 de dezembro seja aplicada essa mesma alíquota de 15% às atuais importações tarifadas em 10% até que se chegue a US$ 300 bilhões em produtos afetados pela medida.

Como represália, a China iniciou a cobrança de tarifas de 5% a 10% sobre US$ 75 bilhões em produtos americanos.

No horário de fechamento da bolsa, a onça do ouro caía para US$ 1.495,40, e o rendimento dos treasuries com vencimento em 10 anos aumentava para 1,905%. EFE