PUBLICIDADE
IPCA
0,21 Jan.2020
Topo

França vive 7º dia de protestos contra reforma previdenciária de Macron

24/01/2020 15h17

Paris, 24 jan (EFE).- A França vive nesta sexta-feira seu 7º dia de manifestações nacionais, com greves de impacto limitado no transporte contra a reforma da previdência proposta pelo presidente Emmanuel Macron.

O ato central da mobilização dos sindicatos, que desde o início de dezembro do ano passado exige a retirada da reforma, é uma manifestação em Paris que inicia na Praça da República e tem como destino a Praça da Concórdia, a centenas de metros do Palácio do Eliseu, sede do governo.

"A única coisa que entendemos sobre essa reforma é que teremos que trabalhar mais", disse o líder da mobilização, Philippe Martínez, secretário-geral da Confederação Geral do Trabalho (CGT) antes do início da manifestação.

A paralisação do transporte público é menos perceptível do que nas primeiras semanas do protesto, mas mesmo assim 30% dos trens regionais e 40% dos trens em Paris não estão funcionando.

Além disso, apenas as duas linhas automáticas funcionam normalmente no metrô da capital, enquanto as 12 restantes estão operam com menos trens e algumas apenas nos horários de pico.

As greves, além do transporte, também afetam, por exemplo, as visitas à Torre Eiffel, que permanece fechada durante todo o dia. EFE

ac/phg

(foto)(vídeo)

Economia