PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Navio que tenta atracar na Flórida relata morte de 4 passageiros

27/03/2020 20h07

Miami, 27 mar (EFE).- A companhia de navegação Holland America informou nesta sexta-feira que quatro passageiros de idade avançada morreram no cruzeiro Zandaam, que está em águas panamenhas e tenta chegar a Port Everglades, no estado americano da Flórida, com 138 pessoas com sintomas de gripe.

"Nossos pensamentos e orações estão com suas famílias e estamos fazendo tudo o que podemos para apoiá-las neste momento difícil", declarou a empresa em uma declaração em que só detalhava que eram pessoas idosas.

A companhia, que não divulgou a causa da morte das quatro pessoas, disse que há 53 passageiros e 85 membros da tripulação com sintomas semelhantes aos da gripe, em um total de 1.243 passageiros e 586 tripulantes.

As autoridades do Panamá autorizaram o navio a ser abastecido por outra embarcação internacional em águas do país, que está proibido de desembarcar cruzeiros por causa da pandemia da Covid-19.

O navio deixou Buenos Aires em 7 de março e está navegando ao longo do Pacífico rumo a Port Everglades com todos os passageiros isolados.

A Autoridade Marítima do Panamá informou nesta quinta-feira que o navio chegaria às águas nacionais e havia solicitado autorização para receber apoio de outra embarcação, o Rotterdam.

Como todos os portos ao longo de sua rota estão fechados para cruzeiros, o Rotterdam foi solto para chegar ao Zaandam e fornecer testes de Covid-19, suprimentos adicionais e outros apoios, informou a Holland America.

A empresa, que faz parte do grupo Carnival, disse estar confiante que o Zandaam chegará a Port Everglades, em Fort Lauderdale, na próxima segunda-feira.

O Panamá suspendeu a entrada de estrangeiros no país, bem como os voos internacionais, enquanto os nacionais que conseguem retornar devem passar por uma quarentena de 14 dias.