PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Demanda de passageiros do setor aéreo caiu 52,9% em março, diz Iata

Vista aérea do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo - Getty Images
Vista aérea do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo Imagem: Getty Images

29/04/2020 16h55

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata) divulgou nesta quarta-feira que a demanda global de passageiros caiu 52,9% durante o mês de março, como consequência da restrição de tráfego imposta por governos ao redor do mundo, como medida de combate ao coronavírus.

Esta é a maior redução registrada na história recente do setor e indica um retorno aos níveis de usuários de 2006. Em pouco menos de uma década e meia, no entanto, as frotas e tripulações duplicaram em capacidade, conforme destacou a própria Iata, que reúne quase 300 linhas aéreas do planeta.

"Um mês desastroso para a aviação, em que as companhias aéreas sentiram progressivamente o impacto dos fechamentos de fronteiras e das restrições de mobilidade, também no mercado doméstico", indicou o diretor geral da entidade, Alexandre de Juniac.

Por regiões, a mais afetada foi a Ásia-Pacífico, com uma queda de demanda de 60%; seguida da Europa, com 51,8%; América do Norte, com 49,8%; e Oriente Médio, com 46%. Além disso, a África retraiu a demanda em 44,6%, e a América Latina em 39,3%.

A Iata indicou ainda que os índices serão piores em abril e admite que, quando a recuperação começar a acontecer, será de forma lenta. EFE