PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Espanha prevê retomar atividades turísticas no fim de junho, diz ministro

18/05/2020 14h26

Madri, 18 mai (EFE).- O ministro dos Transportes da Espanha, José Luis Ábalos, admitiu nesta segunda-feira que o governo avalia reativar o setor do turismo em cerca de um mês e meio, inclusive, com a possibilidade de retomada da presença de estrangeiros sem restrições no país.

"A partir do fim de junho, poderemos iniciar já a atividade turística, se mantivermos bem a escalada", explicou o titular da pasta, em entrevista à emissora pública de televisão "TVE".

O desembarque de pessoas provenientes do exterior na Espanha já foi autorizado, no entanto, há obrigatoriedade de que todas passem por 14 dias de isolamento, o que gerou críticas no próprio país e também em alguns vizinhos.

"Não poderíamos permitir que houvesse circulação de estrangeiros, enquanto a população espanhola estiver confinada", disse Ábalos.

O ministro lembrou que ainda é proibido o deslocamento de habitantes do país entre as diferentes regiões.

"A circulação de estrangeiros será permitida, paralelamente à dos espanhóis", completou.

O governo da Espanha decretou o confinamento da população em 13 de março, para conter a pandemia da Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus. Agora, com os casos em queda, as restrições estão sendo relaxadas ou encerradas.

A população local ainda tem limitação de movimentação, enquanto hotéis não podem usar áreas comuns. Bares e restaurantes funcionam sem que seja possível permanecer nos estabelecimentos.

A Espanha, em 2019, foi o segundo país que mais recebeu turistas, no total 83,7 milhões. O setor representava, antes da crise, 12,3% do Produto Interno Bruto (PIB) e 12,7% do emprego nacional, o que significa cerca de 2,45 milhões de trabalhadores. EFE

atm/bg

(foto) (vídeo)