PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Boeing anuncia prejuízo de US$ 2,39 bilhões no segundo trimestre de 2020

Boeing anunciou hoje perdas de US$ 2,39 bilhões (R$ 12,3 bilhões) ao longo da primeira metade de 2020 - Getty Images
Boeing anunciou hoje perdas de US$ 2,39 bilhões (R$ 12,3 bilhões) ao longo da primeira metade de 2020 Imagem: Getty Images

29/07/2020 15h42

A companhia americana Boeing anunciou hoje perdas de US$ 2,39 bilhões (R$ 12,3 bilhões) ao longo da primeira metade de 2020, o que representa queda de 18,6 na comparação com o mesmo período do ano passado.

Segundo comunicado emitido hoje pela empresa, a receita entre abril e junho caiu 25%, ficando em US$ 11,8 bilhões (R$ 61 bilhões).

As vendas da companhia ao longo do primeiro semestre despencaram, contra o mesmo período de 2019, 25,74%, chegando a marca de US$ 28,7 bilhões (R$ 148,6 bilhões).

De acordo com o presidente e CEO da Boeing, Dave Calhoun, a companhia segue "tomando medidas proativas para lidar com o impacto comercial sem precedentes" provocado pela pandemia da Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus.

Entre as ações já anunciadas, estão o ajuste na produção e a redução dos postos de trabalho.

"Estamos trabalhando em estreita colaboração com nosso clientes, provedores e sócios globais, para administrar os desafios da nossa indústria, para construir uma ponte para a recuperação e nos reconstruir para sermos mais fortes", afirmou Calhoun.

Seguindo as orientações dos reguladores mundiais, a Boeing está avançando no retorno seguro do serviço dos 737, incluída a conclusão dos testes de voo de certificação da Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA).

O 737 Max esteve no centro de dois acidentes em 2019, na Indonésia a Etiópia, que deixaram 346 mortos e provocou crise profunda na empresa.