PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Presidente do BID diz que América Latina e Caribe estão em "encruzilhada"

Mauricio Claver-Carone alerta perigo na América Latina e Caribe com pandemia - Divulgação
Mauricio Claver-Carone alerta perigo na América Latina e Caribe com pandemia Imagem: Divulgação

Agência EFE

17/03/2021 17h39

A América Latina e o Caribe encaram uma "encruzilhada" gerada pela crise econômica desencadeada pela pandemia da covid-19, que obriga em aposta em um "desenvolvimento sustentável", afirmou nesta quarta-feira o presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Mauricio Claver-Carone.

"A América Latina e o Caribe estão em uma encruzilhada. É o momento-chave para refletir sobre a crise social e econômica que enfrentam nossos países", afirmou o dirigente, no discurso de abertura da assembleia anual do BID, que acontece de maneira virtual, a partir da cidade de Barranquilla, na Colômbia.

Durante os cinco dias do encontro, disse Claver-Carone, será feita procura para "forjar uma visão de futuro, para explorar oportunidades de recuperação e de crescimento sustentável".

A atividade econômica na região caiu 7,4% em 2020, na maior retração em décadas. Apesar da recuperação prevista para este ano de 4,1%, não é esperada uma recuperação no nível anterior até 2023, principalmente, pelo forte impacto da crise no emprego, segundo dados do Fundo Monetário Internacional (FMI).

O primeiro dia da assembleia do BID se concentra no desenvolvimento de infraestrutura sustentável, especialmente, através de um maior envolvimento do investimento privado, que leve em conta os desafios da luta contra a mudança climática.

"O investimento em infraestrutura é fundamental para a recuperação econômica, graças às fortes relações que mantém com setores do comércio, indústria, serviços privados e sociais e administração pública", afirmou a ministra dos Transportes da Colômbia, Angela Orozco.

Além disso, será debatida a importância da criatividade e do setor cultural para o renascimento econômico da região, assim como a necessidade de reforçar o crescimento inclusivo que envolve toda a sociedade.

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, estão participando da assembleia do BID, assim como o presidente da Colômbia, Iván Duque, o secretário-geral da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Ángel Gurría, entre outras autoridades.

PUBLICIDADE