PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Agricultores saem em marcha no Paraguai para protestar contra o governo

25/03/2021 14h21

Assunção, 25 mar (EFE).- Agricultores de diversas regiões do Paraguai estão realizando nesta quinta-feira a tradicional Marcha do Campesinato Pobre, que cobra políticas agrárias no país e também critica a gestão da pandemia da Covid-19 do governo do presidente, Mario Abdo Benítez.

O ato, que é organizado em todo 25 de março pela Federação Nacional Campesina (FNC), tem neste ano o lema "Fora corruptos e vendedores do país: por terra, saúde, trabalho e soberania".

Centenas de agricultores partiram juntos, mas em número reduzido, devido protocolos contra o novo coronavírus nessa manhã e se dirigiram ao Panteão Nacional dos Heróis, localizado no centro de Assunção.

No ano passado, a marcha, inclusive, foi cancelada, por causa da pandemia da Covid-19.

O ato, contudo, será realizado simultaneamente, em Assunção, com mobilizações que, desde segunda-feira são realizadas pela Coordenadoria Nacional de Organizações Campesinas e Indígenas, também que exigem a renúncia de Abdo Benítez.

"O governo se encarrego de dilapidar os recursos para fazer frente à pandemia", indicou comunicado emitido pela Coordenadoria.

Desde o início do mês, diversas manifestações populares vêm acontecendo no Paraguai, principalmente, depois que associações médicas começaram a cobrar a falta de insumos e medicamentos na rede de saúde pública do país.

Na semana passada, o Partido Liberal chegou a tentar emplacar um julgamento político contra o atual presidente, no entanto, a maioria do Partido Colorado, que é integrado por Benítez, conseguiu evitar que prosperasse.