PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Presidente de Cuba condena sanções contra a Rússia

27/05/2022 15h03

Moscou, 27 mai (EFE).- O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, condenou nesta sexta-feira as sanções do Ocidente contra Rússia e Belarus e fez um apelo em prol de uma maior cooperação entre o país caribenho e a União Econômica Eurasiática (UE), liderada por Moscou.

"Cuba se opõe a medidas coercitivas unilaterais contra a Rússia e Belarus, que agravam a situação econômica regional e internacional e dificultam as possibilidades de desenvolvimento para nossos povos", disse o líder cubano em uma mensagem de vídeo transmitida durante a cúpula da UEE, realizada em Bishkek, no Quirguistão.

O presidente cubano, que tem status de observador na UEE, que além da Rússia e Belarus também inclui Armênia, Quirguistão e Cazaquistão, disse que o atual conflito na Ucrânia, devido ao qual Moscou recebeu as sanções, "poderia ter sido evitado".

"O conflito militar poderia ter sido evitado se as exigências bem fundamentadas da Rússia por garantias de segurança tivessem sido tratadas de forma séria e respeitosa", alegou.

Ele acrescentou que a ilha "continuará a defender a paz em todas as circunstâncias" através de um diálogo sério entre as partes que ofereça garantias de segurança e soberania para todos. EFE