Bolsas

Câmbio

Varejo reduz ritmo de queda para 4,2% no 1º trimestre, diz ACSP

Caio Rinaldi

São Paulo

As vendas do varejo paulista caíram 4,2% no primeiro trimestre de 2017, em relação a igual período de 2016, relatou a Associação Comercial de São Paulo (ACSP). O movimento representa uma redução do ritmo de queda, uma vez que, no primeiro trimestre do ano passado, a retração havia sido de 9,3%, no mesmo tipo de comparação.

Só em março, as vendas recuaram 3,9% ante março do ano passado. Neste caso, também houve desaceleração das perdas, diante do recuo de 13,5% no levantamento de março de 2016 em comparação com igual mês de 2016.

"Esse enfraquecimento das quedas pode indicar menor intensidade da crise econômica e a tendência é de que isso continue nos próximos meses, devido à redução das taxas de juros por parte do Banco Central (BC)", afirmou o presidente da ACSP, Alencar Burti. "Isso dependerá também dos acontecimentos políticos e das reformas estruturais", completou.

Segmentos

As vendas de autopeças e acessórios acumularam alta de 2,4% no primeiro trimestre deste ano ante igual período de 2016. Já na comparação entre março e igual mês do ano passado, houve queda de 2,0%. As vendas em lojas de departamento, eletrodomésticos e eletroeletrônicos registraram ganhos de 7,9% e de 16,9% no primeiro trimestre e em março, respectivamente.

As farmácias e perfumarias, por sua vez, tiveram recuo de 10,7% nas vendas do primeiro trimestre ante período equivalente em 2016. O segmento de "outros tipos de comércio varejista", incluindo combustíveis; lubrificantes; livros, jornais, revistas e papelaria; artigos recreativos e esportivos; joias e relógios, teve desempenho negativo de 8,8% na mesma base de comparação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos