Bolsas

Câmbio

Inflação ao consumidor do México sobe 0,25% em junho ante maio

Cidade do México

O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) do México subiu 0,25% em junho ante o mês anterior, abaixo da previsão de alta de 0,27% dos analistas ouvidos pelo Wall Street Journal. O CPI teve avanço de 6,31% em junho na comparação anual, acima dos 6,16% de maio, segundo o Instituto Nacional de Estatísticas (INE). O núcleo do índice, que exclui energia e frutas e vegetais frescos, subiu 0,30% no mês e 4,83% no ano.

Após acelerar no início do ano graças aos preços mais altos da gasolina e ao impacto do peso mais fraco, a inflação parece ter desacelerado mais para o fim de junho. O CPI subiu apenas 0,03% nas duas últimas semanas do mês.

Em 22 de junho, o Banco Central do México elevou os juros em 0,25 ponto porcentual, para 7%, no patamar mais alto desde 2009. O BC notou que a inflação subia em ritmo mais moderado nos últimos meses e que espera uma desaceleração dos preços mais para o fim do ano, até ela volte à meta de 3%, no quarto trimestre de 2018.

"O dado de hoje reforça a mensagem do banco central de sua última reunião de que o ciclo de aperto está provavelmente encerrado", afirmou a Capital Economics. A consultoria espera que a taxa de juros siga em 7% ao longo deste ano, antes da desaceleração inflacionária provocar um debate sobre cortes de juros.

Economistas ouvidos pelo BC mexicano no mês passado estimaram que a inflação iria terminar o ano em 6%, mas desaceleraria para 3,8% em 2018. Fonte: Dow Jones Newswires.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos