Bolsas

Câmbio

FecomercioSP diz que varejo surpreendeu positivamente em maio

Caio Rinaldi

São Paulo

Na contramão da queda de 6,6% da atividade da indústria em maio ante igual mês de 2017, a alta de 2,2% do varejo divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta manhã de quinta-feira, 12, com alta de 2,2% na mesma base de comparação, surpreendeu positivamente, afirma a FecomercioSP.

"A indústria se retraiu 6,6% em maio e, com todas as categorias no negativo, se esperava que o varejo pudesse acompanhar o desempenho da indústria, não necessariamente na mesma magnitude, mas na tendência", diz a entidade em nota. "O comércio teve a vantagem de o mês de maio ser tradicionalmente importante nas vendas por conta do Dia das Mães, o que ajudou a minimizar os impactos negativos da greve", explica o documento, citando também um efeito de antecipação de compras nos supermercados.

A FecomercioSP avalia que os reflexos da paralisação se estenderam para o início de junho e podem prejudicar o resultado do mês, já que houve antecipação e estocagem de alimentos pelas famílias.

De qualquer modo, a reação da economia tem ocorrido de forma mais lenta do que o esperado pela entidade, diz a nota. "Os índices de confiança da Fecomercio, de consumidores e empresários, reverteram a curva e agora apresentam quedas seguidas. O alto nível do desemprego ainda assusta e a população não sentiu a inflação mais baixa. Com isso há um movimento de mais cautela no consumo e na contração de crédito", explica.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos