PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Conselho da Nissan se reúne nesta segunda para escolher novo presidente

Carlos Ghosn, preso no Japão, é acusado de subdeclarar sua renda em dezenas de milhões de dólares - Reuters
Carlos Ghosn, preso no Japão, é acusado de subdeclarar sua renda em dezenas de milhões de dólares Imagem: Reuters

Associated Press

Tóquio

17/12/2018 04h21

O Conselho de Administração da Nissan se reunirá nesta segunda-feira (17) para escolher o substituto de Carlos Ghosn, que foi destituído da presidência do colegiado após ser preso por supostas irregularidades financeiras. O executivo brasileiro está detido em Tóquio desde 19 de novembro.

O novo presidente do Conselho da Nissan deve ser escolhido entre os atuais membros do órgão, mas não se sabe se a decisão será anunciada ainda nesta segunda-feira. A Nissan possui nove conselheiros, incluindo Ghosn e o americano Greg Kelly, que também está preso sob as mesmas acusações.

Um dos principais cotados para assumir o cargo é o presidente executivo da montadora, Hiroto Saikawa, que foi pessoalmente escolhido por Ghosn para substituí-lo. Ele denunciou Ghosn e Kelly como "mentores" do esquema que levou o brasileiro e Kelly à prisão.

Ambos foram formalmente acusados na semana passada por ocultação de cerca de 5 bilhões de ienes (US$ 44 milhões) do salário de Ghosn entre 2011 e 2015.

A reunião desta segunda-feira ocorre em meio aos desdobramentos do escândalo que ameaça a aliança de duas décadas da montadora japonesa com a francesa Renault. A Renault manteve Ghosn como presidente e presidente do conselho, argumentando que a investigação não encontrou irregularidades.