PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

FGTS é 1% da nossa receita, diz presidente da Caixa

Eduardo Rodrigues, Julia Lindner e Fabrício de Castro

Brasília

24/07/2019 18h23

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, disse nesta quarta-feira, 24, que a liberação de R$ 30 bilhões de recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) terá "efeito mínimo" para as finanças do banco, que é remunerado pela gestão do fundo. "O FGTS é 1% da nossa receita. Retirar R$ 30 bilhões do FGTS tem efeito mínimo para banco", afirmou.

Guimarães garantiu que o banco terá condições para operacionalizar os saques para cerca de 100 milhões de trabalhadores. O cronograma de saque do fundo irá de setembro deste ano a março de 2020, e os idosos terão prioridade.

"Vamos trabalhar nos sábados para atender todos os cotistas. Além disso, 70% dos saques do FGTS poderão ocorrer em lotéricas", acrescentou. Saques de até R$ 100 poderão ser realizados nas casas lotéricas mediante a apresentação de um documento com CPF.

O presidente da Caixa disse ainda que os devedores da Caixa poderão abater dívidas automaticamente com o saque do FGTS.