PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Demanda aérea doméstica cai 4,7% em junho; oferta recua 9,2%

Fabiana Holtz

São Paulo

26/07/2019 15h44

A demanda por voos no mercado doméstico (medida em passageiros-quilômetro pagos transportados, ou RPK) registrou queda de 4,7% em junho frente ao mesmo mês do ano anterior, de acordo com informações divulgadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Na mesma base de comparação, a oferta de assentos (assentos-quilômetros ofertados, ou ASK) caiu 9,2%. A taxa de ocupação das aeronaves, por sua vez, registrou um acréscimo de 4,9% no comparativo anual, atingindo 81,8%. No período foram transportados 7 milhões de passageiros, 2,7% a menos do reportado um ano antes.

No acumulado do primeiro semestre, a demanda apresentou acréscimo de 1,1%, enquanto a oferta recuou 1,4%, com a taxa de ocupação atingindo 82,2% - expansão de 2,6% em relação ao mesmo período de 2018.

Por companhia aérea, a demanda da Azul cresceu 28,7% no comparativo anual, enquanto as da Gol e Latam aumentaram 6,6% e 3,9%, respectivamente. No acumulado do semestre, a demanda por voos da Azul, Gol e Latam registraram expansão de 23,6%, 5,2% e 3,1%, respectivamente.

Em participação de mercado, a Gol manteve a liderança em junho com 40% da demanda doméstica, enquanto Latam atingiu 34,1%, seguida por Azul, com 25,4%. A Azul, porém, foi a que apresentou a maior ganho de participação (+35,1%) no período. Na mesma base de comparação, a participação da Gol aumentou 11,8% e a da Latam 9%.

No mercado internacional, a demanda por voos cresceu 3,2%, enquanto a oferta de assentos registrou queda de 4% na mesma base de comparação. No período foram transportados 686 mil passageiros em voos internacionais.

No acumulado de janeiro a junho, a demanda internacional cresceu 7,2% e a oferta aumentou 6%, em comparação com igual período de 2018.