IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Freitas: até novembro sairão regras de valoração para devolução de rodovias

O ministro comentou que a primeira devolução deve ser da rodovia BR-040, que liga o Distrito Federal ao Rio de Janeiro - Luis Moura/Estadão Conteúdo
O ministro comentou que a primeira devolução deve ser da rodovia BR-040, que liga o Distrito Federal ao Rio de Janeiro Imagem: Luis Moura/Estadão Conteúdo

André Ítalo Rocha, Circe Bonatelli, Aline Brozanti e Isadora Duarte

São Paulo

11/10/2019 14h29

O ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, estimou que até o início de novembro estarão prontas as regras para valoração de rodovias e aeroportos submetidos à concessão e que poderão ser devolvidos ao governo federal. A medida tem o objetivo de encontrar uma solução para os pedidos de devolução de ativos que não suportaram a crise.

"Estamos fechando as duas resoluções. Elas já passaram por consulta pública e estão em fase final de avaliação", disse durante coletiva de imprensa após participar do Fórum de Investimentos Brasil 2019.

O ministro comentou que a primeira devolução deve ser da rodovia BR-040, que liga o Distrito Federal ao Rio de Janeiro. "Já temos uma sinalização concreta. Acho que é a primeira que vai ser devolvida", disse.

Em agosto, a Invepar - Investimentos e Participações em Infraestrutura, em conjunto com a Concessionária BR-040, protocolou o complemento do teor do requerimento de relicitação do contrato de concessão dos trechos rodoviários da BR-040/DF/GO/MG, junto à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Economia