IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Guedes, sobre reforma da Previdência: 'Agora vamos para o pacto federativo'

"O sentimento é bom, é de que o Congresso fez um bom trabalho", disse ministro da Economia - André Coelho/Estadão Conteúdo
'O sentimento é bom, é de que o Congresso fez um bom trabalho', disse ministro da Economia Imagem: André Coelho/Estadão Conteúdo

Idiana Tomazelli e Daniel Weterman

Brasília

22/10/2019 19h48

O ministro da Economia, Paulo Guedes, comemorou o resultado da votação da reforma da Previdência em segundo turno no Senado e disse esperar a mesma boa vontade do Congresso Nacional com as demais reformas que estão sendo preparadas pela equipe econômica.

"Estamos muito felizes com o resultado. Agora vamos para o pacto federativo, com várias dimensões", afirmou o ministro ao deixar o plenário do Senado Federal de onde acompanhou a proclamação do resultado final da votação. O texto-base foi aprovado por 60 votos a 19, um placar mais favorável do que o registrado no primeiro turno no Senado, que foi de 56 a 19.

"O sentimento é bom, é de que o Congresso fez um bom trabalho", disse Guedes que classificou o desempenho do Senado como "excepcional".

Apesar da comemoração, o ministro ressaltou que o ideal é que o Congresso aprove o texto paralelo da reforma da Previdência para incluir Estados e municípios nas mudanças. "Não adianta resolver o federal (na Previdência) e Estados e municípios não", disse.

Em relação às próximas reformas, que incluem o pacto federativo e as reformas administrativa e tributária, Guedes afirmou que serão os presidentes da Câmara e do Senado que farão o "processamento político" das propostas - isto é, a decisão de quem começa a discutir o quê. Quando questionado sobre o pacto federativo, o ministro afirmou que "semana que vem, vocês (jornalistas) estarão com tudo".

Economia