PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Projeção para safra 2020 é 2,4 mi de t maior que previsto no primeiro prognóstico

Daniela Amorim

Rio

10/12/2019 13h21

Uma revisão na produção de soja esperada para 2020 puxou a melhora na expectativa da safra agrícola brasileira no segundo Prognóstico para a Produção Agrícola, divulgado nesta terça-feira, 10, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O Brasil deve colher um recorde de 240,9 milhões de toneladas no ano que vem, 2,4 milhões de toneladas a mais que o previsto no primeiro prognóstico. Em relação ao desempenho de 2019, serão 33,6 mil toneladas a mais.

"Uma melhora de estimativa para a soja puxou essa revisão de 2020, com alta de 2,1% ante o primeiro prognóstico", explicou Carlos Alfredo Guedes, analista da Coordenação de Agropecuária do IBGE.

A safra de soja em 2020 deverá ser 6,7% superior à de 2019. também são esperados aumentos para a produção de algodão (2,0%) e de arroz (1,0%). Por outro lado, o IBGE prevê recuos na produção de milho 2ª safra (-9,8%), milho 1ª safra (-0,8%) e feijão 1ª safra (-0,3%).

As estimativas preveem uma redução de 7,5% na produção total de milho, 7,5 milhões de toneladas a menos, totalizando 92,7 milhões de toneladas.

Segundo o IBGE, o milho de 2ª safra deve responder por 72,3% da produção nacional para 2020, contra 27,7% de participação da 1ª safra de milho. Para a 1ª safra de milho, a previsão é de 25,7 milhões de toneladas. Para o milho 2ª safra, a estimativa da produção é de 67,0 milhões de toneladas.

Com relação à área a ser colhida, houve expansão para o algodão (6,4%), soja (1,8%), milho 1ª safra (0,5%) e milho 2ª safra (0,3%). Por outro lado, estão previstas reduções de área no feijão 1ª safra (-0,3%) e no arroz (-2,1%).