PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

Petrobras confirma suspeita de covid-19 em trabalhadores de plataformas no Ceará

Denise Luna

12/05/2020 22h10

A Petrobras informou que desembarcou todos os empregados das plataformas PXA1 e PXA2, dos campos de Xaréu, no Ceará, após confirmação de casos suspeitos de Covid-19. Mais cedo, questionada pelo Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, a estatal disse que não comentava sobre empregados possivelmente contaminados, alegando ser invasão de privacidade.

"Todos realizaram teste RT-PCR para Covid-19, e estão em isolamento e acompanhados por equipes de saúde. Os familiares também serão testados, conforme procedimento da Petrobras", informou há pouco a estatal em nota.

Mais cedo, o Sindicato dos Petroleiros do Ceará havia informado ao Broadcast a contaminação em massa por Covid-19 na plataforma PXA1, com 42 dos seus 45 empregados testando positivo para a pandemia. A Petrobras não informou quantos trabalhadores estão doentes.

Segundo o Sindicato, também haveriam outros contaminados na plataforma Curiman, no campo de Curima, também no Ceará. Todos os casos foram notificados ao Ministério Público do Trabalho do Ceará, que abriu procedimento para investigar o assunto, segundo confirmado pelo Broadcast.

As plataformas PXA-1 e PXA-2 foram hibernadas há cerca de um mês e encontram-se com a produção paralisada. O efetivo das unidades estava reduzido à metade para atender apenas atividades de manutenção e preservação.

"Todos os cuidados foram tomados e, em função de casos suspeitos, toda a equipe foi desembarcada e encaminhada para atendimento médico e realização do teste. Por prevenção, a Petrobras também está testando todos os colaboradores da plataforma PAT-3, localizada também no campo de Xaréu", disse a Petrobras.

A estatal afirmou que não tem medido esforços para combater a pandemia Covid-19 e que vem adotando medidas para proteger a saúde dos seus colaboradores, mitigar a propagação do vírus na companhia e garantir a continuidade, de forma segura, de atividades essenciais para toda a sociedade brasileira, referindo-se à produção de combustíveis. Diz também que tem atuado junto às empresas prestadoras de serviços para que as mesmas medidas no combate ao vírus sejam adotadas.

Economia