PUBLICIDADE
IPCA
-0,31 Abr.2020
Topo

Febraban: bancos vão manter agências abertas no dia 25 de maio

O objetivo é assegurar a prestação dos serviços bancários essenciais à população - Getty Images/iStockphoto
O objetivo é assegurar a prestação dos serviços bancários essenciais à população Imagem: Getty Images/iStockphoto

Aline Bronzati

22/05/2020 19h08

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) informou que as instituições financeiras vão manter as agências abertas no dia 25 de maio, quando o governo de São Paulo antecipou o feriado de 09 de julho. A continuidade do atendimento, de acordo com a entidade, visa a assegurar a prestação dos serviços bancários essenciais à população, inclusive, o pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600,00, que começou a ser feito ontem.

A Febraban, que representa as instituições financeiras no País, reforça, porém, o pedido para que as pessoas utilizem os canais digitais e evitem ao máximo irem até a rede bancária uma vez que o atendimento está sendo feito de forma contingenciada. Segundo a entidade, os meios eletrônicos estarão disponíveis e em 'plena capacidade' para atender os clientes, permitindo que as agências sejam utilizadas somente nos 'casos extremos'.

As datas de vencimento de contas de concessionárias e cobrança no dia 25 não sofrerão alteração, conforme a Febraban. A entidade informa ainda que, por ocasião dos feriados municipais antecipados nos últimos dias 20 e 21 de maio na cidade de São Paulo, a Secretaria Nacional do Consumidor-SENACON, com a finalidade de dirimir dúvidas sobre a possibilidade de alteração do vencimento de contas e cobranças, informou que não há nenhuma normativa ou motivação que pudesse prorrogar o vencimento de boletos.

"Os bancos continuam comprometidos com o atendimento às necessidades essenciais da sociedade e com as medidas sanitárias e de distanciamento social, sem descuidar do atendimento a milhares de pessoas que diariamente necessitam de serviços bancários", diz a Febraban, em nota à imprensa.

As agências bancárias vão funcionar com equipes reduzidas e horários restritos de funcionamento das 10 às 14 horas, conforme as mudanças já adotadas durante a pandemia. A atividade bancária foi classificada como essencial pelo Decreto Federal nº 10.280, de 20 de março de 2020.

Economia