PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Mourão volta a reclamar de medidas protecionistas contra o Brasil durante a crise

Vice-presidente Hamilton Mourão diz que países têm aproveitado crise para implementar medidas protecionistas - ADRIANO MACHADO
Vice-presidente Hamilton Mourão diz que países têm aproveitado crise para implementar medidas protecionistas Imagem: ADRIANO MACHADO

Julia Lindner

Brasília

11/08/2020 11h36

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB), voltou a reclamar de países que supostamente "se aproveitaram da crise" provocada pelo novo coronavírus para "avançar em interesses protecionistas e renovar atitudes colonialistas" contra o Brasil. A fala ocorreu hoje durante a 2ª Cúpula Presidencial do Pacto de Letícia pela Amazônia, que está sendo realizada por videoconferência.

"Além da perda de patrimônio natural com os incêndios florestais em 2019, enfrentamos a uma intensa reação internacional contra o nosso governo. Isso nos confirmou que a preservação da Amazônia ocupa um lugar especial no imaginário ambiental do mundo moderno", disse Mourão. "Pior foi a postura de alguns que se aproveitaram da crise para avançar em interesses protecionistas e renovar atitudes colonialistas", afirmou em seguida.

Na segunda-feira, Mourão falou algo semelhante ao participar do encontro Ibero-Americano da Agenda 2030 do Poder Judiciário. "No plano externo, nos preocupa que a crise gerada pela pandemia (da covid-19) seja utilizada como justificativa para a imposição de medidas protecionistas. Acompanhamos, com receio ainda maior, o acúmulo de tensões entre as duas principais potências econômicas do Planeta e seus possíveis efeitos desestabilizadores sobre o sistema internacional", declarou o vice na segunda-feira.

Na reunião do Pacto de Letícia, Mourão também enfatizou que "o protagonista do desenvolvimento sustentável na Amazônia será o setor privado, não o Estado".