PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Atividade da indústria paulista fica estável em dezembro ante novembro, diz Fiesp

Thaís Barcellos

São Paulo

29/01/2021 12h06

A atividade da indústria paulista ficou estável entre novembro e dezembro de 2020, informou a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) nesta sexta-feira, 29. Apesar disso, a Fiesp destaca que a atividade está 10,3% acima do nível pré-pandemia, em fevereiro.

As horas trabalhadas na produção cresceram 1,2% ante o penúltimo mês de 2020 e o Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) apresentou alta de 0,7 ponto porcentual, atingindo 78,2% - o oitavo avanço consecutivo em ambos os indicadores.

As horas trabalhadas estão 4,4% do nível de fevereiro, enquanto o Nuci superou em 2,5 pontos o patamar pré-covid, encontrando-se apenas 1,1 ponto abaixo da média histórica (79,4%). "Os resultados apresentados indicam que a indústria de transformação paulista exibiu forte e rápida reação após o pior momento para a atividade econômica nos meses de março e abril."

Em 2020, contudo, a indústria paulista fechou com resultado negativo. As vendas reais caíram 0,1%, enquanto as horas trabalhadas na produção e o NUCI recuaram 5,4% e 1,6%, respectivamente.

Sensor

Já o Sensor recuou de 51,4 pontos em dezembro para 50,5 pontos em janeiro, indicando ainda tendência de crescimento da produção (acima de 50 pontos). O indicador Mercado passou de 52,1 em dezembro para 47,5 pontos em janeiro, sinalizando condições de mercado menos favoráveis no período. Já as vendas apresentaram progresso no mês, tendo seu índice alterado de 50,1 pontos em dezembro para 52,2 pontos em janeiro.

Os índices de estoque permaneceram abaixo do nível planejado, avançando de 52,1 para 53,3 pontos em janeiro. Nesse caso, índices acima de 50 pontos indicam estoque abaixo do desejável, ao passo que inferiores a 50,0 pontos indicam que estão acima do ideal.

O nível de emprego, por sua vez, passou de 50,6 para 50 pontos, o que indica estabilidade. Já o componente de investimento apresentou novo arrefecimento, de 48,7 pontos em dezembro para 44,7 pontos neste mês, sinalizando redução nos aportes.

"O mês de janeiro de 2021 traz dados positivos para a atividade e devemos aguardar novos dados para confirmar tendência de continuidade de expansão da atividade na indústria", resume a Fiesp.

PUBLICIDADE