PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Restrições a comércio de serviços aumentam e ampliam choque da pandemia, diz OCDE

Sergio Caldas

São Paulo

09/02/2021 12h32

O ambiente regulatório global para o comércio de serviços ficou mais restritivo em 2020, com novas barreiras ampliando o choque da pandemia de covid-19 para os exportadores, segundo relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

O documento aponta que a criação de barreiras ao comércio de serviços está se acelerando em todos os principais setores.

No terceiro trimestre de 2020, o comércio global de serviços teve queda anual de 24%, mostrando leve recuperação ante o tombo de 30% que sofreu no trimestre anterior, diz a OCDE.

Apesar da tendência geral de endurecer as restrições, a OCDE ressalta também que governos do mundo inteiro reduziram barreiras para o comércio digital no ano passado, como parte das medidas de resposta à pandemia.

Em 2020, foram tomadas mais ações de facilitação do comércio digital do que em anos anteriores, contribuindo para o trabalho remoto e operações de negócios online.

O relatório, que abrange a regulação do comércio de serviços em 48 países - responsáveis por mais de 80% das exportações de serviços globais -, lista os países que adotam as melhores práticas regulatórias, incluindo República Checa, Letônia, Holanda, Japão, Lituânia e Reino Unido.

O documento da OCDE também destaca recentes esforços de reformas no Brasil, China, Islândia, Indonésia e Casaquistão.