PUBLICIDADE
IPCA
+0,31 Abr.2021
Topo

Com minério em alta, arrecadação de royalties do setor dobra e chega a R$ 2 bi

Mariana Durão

23/04/2021 19h18

A arrecadação de royalties da mineração dobrou no primeiro trimestre de 2021, para R$ 2 bilhões, segundo dados da Agência Nacional de Mineração (ANM). O valor é um terço do total arrecadado em todo o ano passado. A alta vem na esteira do nível histórico de preços do minério de ferro - que no período ficou na média de US$ 165 por tonelada - e do câmbio favorável às exportações.

Berço das maiores operações da Vale, o estado do Pará segue como maior destinatário da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM) - nome técnico dado ao royalty do setor -, com R$ 1 bilhão de janeiro a março, crescimento de 95% ante 2020.

Palco das tragédias de Brumadinho e Mariana, Minas Gerais vem em seguida. A arrecadação no estado saltou 124,7% nos três primeiros meses do ano, chegando a R$ 881,3 milhões. Os dados foram compilados pela Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil (Amig).

Juntos, Pará e Minas concentram 90% da arrecadação nacional de royalties do setor.