PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Mourão: se houver espaço no Orçamento, Bolsonaro pode dar aumento a servidores

24.fev.2021 - O vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, durante cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasilia, com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) - Ueslei Marcelino/Reuters
24.fev.2021 - O vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, durante cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasilia, com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) Imagem: Ueslei Marcelino/Reuters

Eduardo Gayer

Do Estadão Conteúdo, em Brasília

17/11/2021 12h36Atualizada em 17/11/2021 12h58

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) considera a possibilidade de o governo federal conceder aumento a servidores se houver espaço fiscal. Na terça-feira, o presidente Jair Bolsonaro disse que vai dar reajuste a todos os funcionários públicos federais caso o Senado aprove a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos precatórios.

"Se houver espaço fiscal dentro do orçamento, o presidente pode conceder algum tipo de aumento. Mas é assunto entre ele e o ministro da Economia Paulo Guedes", afirmou Mourão nesta quarta-feira, na chegada ao Palácio do Planalto.

O aumento a servidores seria concedido em ano eleitoral. Em viagem oficial ao Oriente Médio, Bolsonaro, no entanto, não explicou de quanto seria o reajuste e nem quanto do espaço fiscal aberto pela PEC dos precatórios, se aprovada no Congresso, seria destinada a esse final.

Na contramão do presidente, o ministro da Cidadania, João Roma, declarou na terça que "não está no elenco" da PEC aumentar salários.

O governo pretende abrir R$ 91,6 bilhões no Orçamento com a proposta, que mexe no teto de gastos e posterga o pagamento de dívidas da União transitadas em julgado na Justiça.

PUBLICIDADE