PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Com recuo do petróleo, empresa reduz preço do diesel e da gasolina

Movimentação em posto de gasolina de Porto Alegre - EVANDRO LEAL/ESTADÃO CONTEÚDO
Movimentação em posto de gasolina de Porto Alegre Imagem: EVANDRO LEAL/ESTADÃO CONTEÚDO

Denise Luna

Rio

21/03/2022 08h06Atualizada em 21/03/2022 09h04

A Acelen, braço do fundo de investimento árabe Mubadala que controla a Refinaria de Mataripe, ex-Landulpho Alves (RLAM), na Bahia, reduziu o preço do diesel entre 2,7% e 3% e a gasolina em 0,8% em quase todos os mercados onde atua, seguindo o recuo do petróleo nos últimos dias, mas que fechou em alta na sexta-feira, cotado a US$ 107,93 o barril do tipo Brent.

Diferentemente da Petrobras, a Acelen tem feito reajustes pontuais e, no caso do gás de cozinha, tem praticado preços mais baixos do que a estatal.

Segundo o site da Acelen, o último aumento do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) foi no dia 1.º de março. A Petrobras reajustou o GLP em 16,1%, o diesel em 24,9% e a gasolina em 18,7%.

Antes dos aumentos, realizados pela Petrobras no último dia 11, os preços da Refinaria de Mataripe chegaram a ficar 27% mais altos do que os da estatal (que mantinha os preços defasados ante a disparada da cotação internacional), fazendo com que distribuidores trouxessem combustíveis de outros estados para a Bahia.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.