PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

Twitter amarga prejuízo de US$ 270 mi no 2º trimestre, após Musk desistir de negócio

Twitter informou ter registrado prejuízo líquido de US$ 270 milhões no segundo trimestre deste ano após Elon Musk desistir de compra - Dado Ruvic/Reuters
Twitter informou ter registrado prejuízo líquido de US$ 270 milhões no segundo trimestre deste ano após Elon Musk desistir de compra Imagem: Dado Ruvic/Reuters

André Marinho

São Paulo

22/07/2022 10h19Atualizada em 22/07/2022 17h35

O Twitter informou, nesta sexta-feira, 22, ter registrado prejuízo líquido de US$ 270 milhões no segundo trimestre deste ano, em meio ao imbróglio causado pela desistência de Elon Musk de comprar a empresa. O resultado reverte o lucro de US$ 66 milhões apurado em igual período de 2021, diante de um cenário macroeconômico que afetou negativamente o setor de publicidade.

O prejuízo da controladora da rede social totalizou US$ 0,35 por ação, ou US$ 0,08 em termos ajustados. O dado contrariou expectativa de analistas consultados pela FactSet, que esperavam ganho de US$ 0,14 por papel.

Ainda segundo o balanço, a receita da companhia caiu 1% na comparação anual dos três meses encerrados em junho, a US$ 1,18 bilhão. O valor também frustrou a projeção do mercado, que era de US$ 1,32 bilhão. Esse desempenho foi atribuído, em parte, às "incertezas" relacionadas à oferta de Musk.

Oferta e desistência

Por conta do litígio, o Twitter cancelou a teleconferência regular e decidiu não divulgar guidance para este ano. Em abril, o CEO da Tesla apresentou uma oferta de compra da empresa a US$ 54,20 por papel, o que representaria cerca de US$ 44 bilhões.

Após semanas de negociações, no entanto, o bilionário voltou atrás e desistiu da transação em julho, sob justificativa de que a rede social não teria sido transparente sobre números de contas falsas e spam.

Em resposta, o Twitter abriu ação judicial contra Musk para tentar forçar a conclusão do acordo. O julgamento acontecerá em setembro, depois que a Justiça americana contrariou os apelos dos advogados do empresário e optou por um processo mais rápido.

Às 9h28 (de Brasília), a ação do Twitter caía 2,23% no pré-mercado da Bolsa de Nova York, após a divulgação dos resultados.