IPCA
0,83 Abr.2024
Topo

Fecomercio-SP quer regras claras para criação de mercado de carbono

22/02/2023 08h02

Representantes da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP) têm reunião marcada amanhã com a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, em Brasília. Na agenda, os representantes da Fecomércio-SP que irão participar do encontro vão pedir à dirigente da pasta avanço e regras claras na regulação do mercado de carbono no Brasil. A informação foi antecipada pela Folha de S.Paulo e confirmada pelo Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

A agenda sobre a regulação do mercado de carbono também é prioridade da ministra do Meio Ambiente. Em setembro do ano passado, Marina declarou apoio ao então candidato à Presidência Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e entregou uma carta ao petista pedindo reforço na agenda socioambiental. Dentre as medidas estava implementar o mercado de carbono no Brasil, definindo salvaguardas ambientais e exploração dos créditos de carbono gerados pela redução de emissões por desmatamento e degradação.

MERCADO BILIONÁRIO

De acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) , a expectativa é de que o Brasil movimente US$ 100 bilhões até 2030 no mercado de crédito de carbono.

Atualmente, as empresas negociam créditos de carbono no mercado voluntário, isto é , por conta própria. No entanto, já existem no Congresso Nacional discussões sobre o tema. A intenção é formular regras claras para que seja criado um do mercado regulado de crédito de carbono em todo o País.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.