IPCA
0,42 Mar.2024
Topo

Preço da gasolina cai 0,42% e etanol tem aumento de 0,17% em abril, revela IPTL

São Paulo

27/04/2023 10h25

O preço médio do litro da gasolina foi comercializado a R$ 5,85 no período de 1º a 26 de abril, uma queda de 0,42% quando comparado a março, aponta levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL). Já o etanol, diferentemente da primeira quinzena de abril, registrou aumento de 0,17%, com a média nacional de R$ 4,61.

Em nota, o diretor-geral de Mobilidade da Edenred Brasil, Douglas Pina, observa que ao comparar os preços de agora com as médias da primeira quinzena de abril, identifica-se que, apesar da tendência de redução no preço médio nacional para a gasolina, dez Estados apresentaram aumento no valor do combustível, ante sete do início do mês.

Já sobre o etanol, subiu de oito para 13 o número de Estados com o combustível em alta, no comparativo com o mesmo período. "Devemos aguardar os próximos meses, mas esse cenário já aponta uma tendência de alta para ambos os combustíveis", avalia Pina.

Na análise por Estado, a variação mais expressiva para a gasolina, de +1,41%, foi registrada em Alagoas, onde o combustível fechou a R$ 6,04. Já a maior redução foi identificada em Pernambuco, de -1,94%, com o litro vendido a R$ 5,60.

Já o preço médio do etanol no País ficou mais caro no Pará, a R$ 5,29, enquanto o Amapá apresentou a maior variação, de +8,16% e com preço médio de R$ 4,95. Na liderança do ranking de maior redução para o etanol está o Rio Grande do Norte (-3,11%), que fechou a R$ 4,70.

"Como reflexo dos acréscimos no preço médio do litro do etanol, caiu de sete para seis o número de Estados que tiveram o combustível como opção mais vantajosa para abastecimento, que foram o Paraná, Acre, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo. O Amazonas e Minas Gerais saíram da lista e tiveram a gasolina como mais viável", reitera o diretor-geral.

No mesmo período, todas as regiões registraram recuo no valor do litro da gasolina. A redução mais expressiva foi nos postos do Sul, de -0,71% (com o preço médio a R$ 5,61). Já o menor preço médio para o combustível foi encontrado no Sudeste, a R$ 5,61, e o maior, no Norte, a R$ 6,22.

Ainda na análise regional, o etanol ficou mais caro no Norte e no Sudeste, com alta de 1,32% e 0,02%, respectivamente. Os postos nortistas também tiveram impacto, com o preço médio mais alto para o combustível, de R$ 5,07. Nas demais regiões o etanol ficou mais barato, com destaque para o Sul, que apresentou redução de 0,62% e fechou a R$ 4,62.

O IPTL é um índice de preços de combustíveis levantado com base nos abastecimentos realizados nos 21 mil postos credenciados da Ticket Log, que administra 1 milhão de veículos, com uma média de oito transações por segundo.