TIM reduz prejuízo e tem receita em linha com expectativas no 2º trimestre de 2023

O grupo internacional TIM teve prejuízo de 124 milhões de euros no segundo trimestre de 2023, ante prejuízo de 279 milhões de euros no mesmo período de 2022. As informações constam em balanço da empresa, divulgado nesta quarta-feira, 2.

Já a receita foi de 3,9 bilhões de euros nos três meses terminados em junho, ficando estável em relação à mesma comparação do ano passado e vindo de acordo com projeções da FactSet. O Ebitda, por sua vez, foi de 1,61 milhão de euros, ante 1,3 registrados no mesmo período de 2022.

Para 2023, a Tim espera que aumentos seletivos de preços para clientes fixos e móveis existentes deverão gerar receita de 70 milhões de euros em 2023. "Nos celulares, registrou-se uma forte melhoria: as perdas de linha diminuíram 75% face ao primeiro trimestre, graças ao maior número de ativações e, sobretudo, ao menor número de terminações", avaliou a TIM, em relatório.

Sobre o Brasil, a TIM avalia que teve crescimento de 9,2% na receita total e 9,5% na receita de serviços, na comparação anual.