Taxas de hipoteca nos EUA superam 7,16% e operam no maior nível desde 2001

As taxas de hipotecas de 30 anos nos Estados Unidos bateram 7,16%, voltando aos níveis de outubro de 2022 e no maior patamar desde 2001, de acordo com a Associação dos Banqueiros Hipotecários.

Mesmo que algumas previsões indiquem que a hipoteca diminua no fim do ano, muito depende da reunião do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) em setembro, que vai decidir a continuidade da política monetária do país.

O Fed não define as taxas de hipoteca diretamente, mas um aumento nos juros pode elevar ainda mais as taxas de hipoteca.

De acordo com o economista chefe da Associação Nacional de Corretores, Lawrence Yun, se o Fed afirmar que a inflação está contida, as taxas de hipoteca podem baixar para cerca de 6% até o fim do ano.

Caso o Fed aumente os juros novamente, a hipoteca pode atingir 8%. Fonte: Dow Jones Newswires