Projeção de Selic segue em 11,75% (2023), em 9,00% (2024) e em 8,50% (2025 e 2026), diz Focus

A expectativa para taxa Selic no fim de 2023 foi mantida no Boletim Focus desta semana, seguindo a sinalização do Comitê de Política Monetária (Copom) de que pretende repetir o passo de corte de juro em 0,50 ponto porcentual nas próximas reuniões do colegiado.

A mediana para a Selic no encerramento deste ano ficou em 11,75%. Para o término de 2024, a estimativa se manteve em 9,00%. Há um mês, as expectativas já estavam nesses patamares.

Considerando apenas as 36 respostas dos últimos cinco dias úteis, a mediana para o fim de 2023 também continuou em 11,75%. Para o fim de 2024, porém, subiu de 9,00% para 9,25%, com 35 atualizações na última semana.

Em agosto, o Copom optou por iniciar o ciclo de afrouxamento monetário com uma queda de meio ponto porcentual dos juros básicos, o que surpreendeu parte do mercado, que apostava majoritariamente em uma queda mais "parcimoniosa", de 0,25 ponto.

Recentemente, os membros do Copom têm repetido que a "barra" é alta para acelerar o ritmo de cortes. Além disso, em entrevista ao Estadão/Broadcast, o diretor de Política Econômica do BC, Diogo Guillen, destacou o papel do tamanho do ciclo de queda de juros para garantir a convergência da meta de inflação. "O orçamento vai ser o que for necessário para atingir o centro da meta", disse Guillen.

O Boletim Focus ainda mostrou que a projeção para a Selic no fim de 2025 e de 2026 continuaram em 8,50%, mesma mediana de quatro semanas atrás.