CEO da Chevron prevê que petróleo atingirá nível de US$ 100, mas minimiza impacto à economia

O CEO da Chevron, Mike Wirth, prevê que o preço do petróleo atingirá a marca de US$ 100 por barril. Em entrevista à Bloomberg TV nesta segunda-feira, 18, o executivo atribuiu a valorização da commodity ao recuo dos estoques e ao aperto na oferta, em meio a cortes na produção de grandes exportadores como a Arábia Saudita.

Wirth avalia que as cotações estão em níveis acima da média histórica. "Mas já tivemos preços relativamente altos este ano e no anterior, e a recessão que todo mundo está comentando não chegou", afirmou. "É um peso para a economia, mas um peso que a economia tem conseguindo tolerar", acrescentou.

Por volta das 13h15 (de Brasília), o barril do petróleo WTI para outubro estava cotado em US$ 91,86 e o do Brent para novembro, em US$ 94,54.