ABPA diz que veto em desoneração causa temor com emprego no segmento de suíno e aves

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) divulgou comunicado no qual "lamenta a decisão de vetar integralmente o Projeto de Lei 334/23, de autoria do Senador Efraim Filho, que prorroga a Contribuição Previdenciária sobre a Receita Bruta (CPRB), mais conhecida como desoneração da folha de pagamento até 31 de dezembro de 2027".

Segundo a ABPA, "o veto causa preocupação sobre a manutenção de milhares de empregos na cadeia agroindustrial da avicultura e da suinocultura do Brasil, com efeitos sobre os custos de produção e, consequentemente, sobre o preço dos produtos nas gôndolas".

A ABPA destacou que, diante disso, "confia que o Congresso Nacional se mobilizará pela derrubada do veto, evitando os efeitos nocivos da não continuidade do formato de contribuição dos 17 setores que mais geram empregos no País".

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes