S&P reafirma Ratings 'AA/A-1+' da França, mas mantém perspectiva negativa

A S&P Global Ratings reiterou nesta sexta, 1º, as notas soberanas da França em "AA/A-1+", mas manteve a perspectiva negativa, diante de incertezas sobre a trajetória da dívida e o ainda elevado déficit fiscal.

Apesar disso, a agência espera que a proporção do passivo público em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) caia a partir de 2025, o que ajudou a sustentar a decisão de manter o rating. Segundo a instituição, a pressão resultante dos custos mais altos de empréstimos ocorrerá de forma gradual, porque boa parte da dívida é de longo prazo, com maturação superior a 8,5 anos, em média.

A S&P elevou a previsão para o crescimento do PIB francês em 2023, de 0,4% para 0,9%, em meio a resiliência de exportações, consumo das famílias e investimentos. Por outro lado, a projeção para a alta em 2024 foi reduzida, de 1,2% para 0,9%, como efeito do aperto nas condições financeiras e do desempenho mais fraco da Alemanha, principal parceiro comercial do país.

A agência estima que o déficit fiscal recuará de 4,9% do PIB este ano para 3,4% até 2026, enquanto a dívida geral ficará abaixo de 110% do PIB.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes