Fed não vai mais subir juros, tampouco os cortará tão cedo, afirma dirigente

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) da Filadélfia, Patrick Harker, enfatizou que, apesar de todo o progresso que a economia americana vem fazendo na luta contra a inflação, o Fed ainda não vai cortar taxas em um futuro próximo.

"Precisamos segurar os níveis de juros por enquanto", disse ele em entrevista à Rádio WHYY, ao avaliar que, a inflação chegou ao pico nos EUA devido a uma crença em "dados mais leves", isto é, ao apego dos conselheiros do Fed aos recortes positivos dos dados econômicos do país.

Harker avalia que o mesmo erro não será cometido duas vezes, e por isso os cortes de juros serão graduais.

Ele crava, porém, que as taxas de juros não vão subir mais no país. "A luta contra a inflação não acabou, mas estamos na direção certa", afirma Harker, e reitera que "não haverá nova alta de juros", a menos que um novo choque externo, como foi a pandemia ou a guerra na Ucrânia, faça a inflação saltar outra vez.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes