Posição cambial líquida do BC ficou em US$ 236,266 bilhões até o dia 15

A posição cambial líquida do Banco Central atingiu US$ 236,266 bilhões, conforme dados divulgados na quinta-feira, 21, pela instituição. O montante tem como referência o dia 15 de dezembro.

Segundo os dados do BC, a posição cambial líquida encerrou novembro em US$ 231,600 bilhões e havia ficado em US$ 220,995 bilhões no fim de 2022.

A posição cambial líquida traduz o que está disponível para que o BC faça frente a alguma necessidade de moeda estrangeira - como fornecer liquidez ao mercado em momentos de crise, por exemplo.

É considerada pelo órgão o indicador correto para medir a resistência do País a choques externos.

A posição leva em conta as reservas internacionais, o estoque de operações de linha do BC (venda de dólares com compromisso de recompra), a posição da instituição em swap cambial e os Direitos Especiais de Saque (DES) do Brasil no Fundo Monetário Internacional (FMI).

Reservas internacionais

As reservas internacionais encerraram a semana anterior à do dia 21 em US$ 353,143 bilhões. No fim de novembro estavam em US$ 348,406 bilhões.

Em dezembro de 2022, o montante era de US$ 324,703 bilhões - o menor patamar desde março de 2011 (US$ 317,1 bilhões).

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes